net-metering-como-funciona-o-sistema-de-compensacao-de-energia-eletrica
Net Metering: como funciona o sistema de compensação de energia elétrica
8 de fevereiro de 2017
corrida-pela-sustentabilidade-apple-ira-construir-usina-solar-para-consumo-proprio
Corrida pela sustentabilidade: Apple irá construir usina solar para consumo próprio
15 de fevereiro de 2017
Show all

Conheça o incrível projeto Xingu Solar

conheca-o-xingu-solar

Em tempos de invenção, renovação e reflexões a respeito do melhor tipo de energia para consumo, o Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso, que abriga 16 etnias xinguanas, teve um novo nome estabelecido pela sua comunidade: Território Indígena do Xingu.

Inclusive, sua população foi muito além da nomenclatura para estabelecer um padrão de qualidade, a ser observado para o seu desenvolvimento. O Território Indígena do Xingu conta com sistemas fotovoltaicos para abastecer a região.

Além de reduzir a dependência do óleo diesel, que é caro e polui o meio ambiente, a medida mostra um pouco de como pode ser o futuro do País.

Quer saber mais a respeito? Confira tudo no nosso post sobre o Xingu Solar!

conheca-o-xingu-solar-1

O que é o Xingu Solar

O projeto, realizado entre o ISA e a Associação Terra Indígena Xingu, visa levar os benefícios da energia solar para dezenas de escolas, postos de saúde e outros pontos comunitários até 2019.

Com isso, a ideia é fazer do Xingu Solar uma referência em solução de energia renovável. Algo muito em voga e acelerando cada vez mais – principalmente, em áreas ermas do País, o que existe em abundância na região amazônica.

conheca-o-xingu-solar-2

Energia solar e a capacitação para o futuro

Além da instalação de painéis fotovoltaicos, o projeto também prevê a qualificação profissional como o caminho para pavimentar um futuro promissor na região.

É o que ocorreu na aldeia Piyulaga, que se tornou a sede de formação para 32 profissionais aprender a instalar e a realizar a manutenção das placas solares.

Ao total, mais de 100 xinguanos passarão por esse processo, com previsão de conclusão até o primeiro semestre de 2017.

Ou seja: energia limpa em aldeia indígena, mas também com foco no treinamento e capacitação dessas pessoas, que podem desfrutar do consumo de energia elétrica sem impactar o meio ambiente e depender de recursos escassos e dispendiosos.

As metas do projeto

Ao trazer painéis solares e treinamento profissional ao Território Indígena do Xingu, o projeto busca reduzir em até 75% o consumo de óleo diesel, beneficiando mais de 80 aldeias.

Sem falar que, além do fim da dependência desse tipo de recurso, a ideia é tornar a logística local muito mais harmoniosa – tendo em vista que o pouco combustível que chega mensalmente encontrava diversas dificuldades até chegar ao Território Indígena do Xingu.

E engana-se quem pensava que a energia elétrica servirá apenas para trazer luz às aldeias. Agora, os painéis solares também abastecem uma bomba que puxa a água do poço artesiano até o reservatório. Mais autonomia, portanto, para trazer água potável à região.

conheca-o-xingu-solar-3

A diversidade em expansão no Território Indígena do Xingu

Nas últimas décadas, as sociedades xinguanas mudaram bastante e, agora, essa revolução pode ser fundamental para os mais de 6 mil índios que vivem por ali – tendo em menos de 15 anos, 60% desse total.

Com a chegada da energia solar, esses jovens terão pela frente o desafio de contribuir com o desenvolvimento local, seja com uma nova forma de renda ou trabalho.

São soluções que permitem, agora, mais diversidade à rotina deles e com toda a praticidade que os painéis solares podem proporcionar em diversos setores.

Vale ressaltar, inclusive, que esse desenvolvimento que ocorre no Território Indígena do Xingu é um grande avanço e que vemos em menor escala em outras regiões do País.

Isso nos faz perceber que o Território Indígena do Xingu é uma referência para os caminhos que o Brasil deve tomar para um futuro mais sustentável, econômico e planejado.

Afinal de contas, os painéis fotovoltaicos são investimentos que ajudam a economizar imensamente no uso de recursos finitos, bem como possuem baixíssima manutenção – com vida útil aproximada em 25 anos – e utilizam a infinita energia do sol como combustível.

É o momento de observar o cenário, como um todo, e como o Brasil pode se aproveitar disso, uma vez que, atualmente, a energia solar corresponde a 0,02% de toda a matriz elétrica nacional. Com mais incentivos e exemplos como o do Território Indígena do Xingu, pode ser que esse percentual cresça bastante – e em curto prazo!

E o que você acha? O que mais falta para o Brasil inteiro começar a olhar com mais atenção ao grande exemplo que o Território Indígena do Xingu tem nos mostrado? Compartilhe conosco, no campo de comentários deste post!

Oca Energia
Oca Energia
A Oca Solar Energia é uma empresa especializada em Capacitação, Treinamento e Consultoria em energia solar fotovoltaica. Nosso vasto know-how na comercialização, gestão de projetos e instalação de sistemas fotovoltaicos conectados (on-grid) e autônomos (off-grid) nos permite oferecer aos nossos clientes uma abordagem realista de todos os aspectos técnicos e de negócios relacionados à energia solar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *