Cursos e Projetos

Bandeiras Tarifárias: Como Pagar Menos na Conta de Luz?

Você sabe o que são as bandeiras tarifárias? Qual a importância delas para você pagar menos na conta de energia?

Se você não sabe responder essas perguntas, esse post é para você!

bandeiras tarifárias

Sobretudo, no blogpost de hoje vamos falar tudo sobre as bandeiras tarifárias. Além disso, vamos mostrar que é possível sim economizar muito na conta de energia, se você dar a atenção que elas merecem.

Vamos lá?

O que são as Bandeiras Tarifárias?

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), as bandeiras tarifárias são um sistema.

É isso mesmo! Assim, ele mostra aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica.

Dessa forma, com esse sistema, a conta de luz acaba por ficar ainda mais clara de ser interpretada.

Assim, o consumidor terá mais informações para usar a energia elétrica. Da forma mais consciente e correta!

Bandeiras tarifárias

Desde 2014, o Brasil passa pela chamada crise hídrica. Esta, aconteceu por causa da escassez de chuvas, em diversas regiões do país.

Nesse sentido, a falta de água nos reservatórios chegou a níveis críticos. Em São Paulo, por exemplo, a população teve de passar por períodos de racionamento.

crise hídrica

Explicando tudo em outras palavras… em um país onde 70% da energia gerada tem origem nas hidrelétricas, era de se esperar que a falta de água também afetasse a conta de luz. Foi aí que surgiram as bandeiras tarifárias!

Porém, como elas funcionam e o que fazer para evitar que elas pesem no bolso, no fim do mês? Continue lendo e descubra!

Como as bandeiras tarifárias funcionam?

Depois de um ano de seca nos principais reservatórios do país, as bandeiras tarifárias entraram em vigor no ano de 2015, por meio da Resolução nº 626, de 30 de setembro de 2014. Válida no país inteiro e obrigatória para todas as distribuidoras.

Assim, pelo modelo, as bandeiras (com as cores verde, amarela e vermelha) indicam as condições de geração de energia no Brasil.

bandeiras tarifárias

Deste modo, elas funcionam como um “semáforo de trânsito” e sinalizam o custo de geração de energia para o consumidor.

A princípio, fica definida a cor das bandeiras tarifárias mensalmente. Em Março, por exemplo, a ANEEL faz o anúncio da cor da bandeira de Abril. O órgão segue algumas regras. Veja abaixo:

  • Se a bandeira for verde, não há acréscimo na tarifa;
  • Caso for amarela, terá um aumento é de R$ 1,34 para cada 100 kWh consumido no mês;
  • E se for vermelha (patamar 1), o aumento passa de R$ 1,34 para R$ 4,16 a cada 100 kWh consumidos;
  • Há ainda a bandeira vermelha (patamar 2) onde o acréscimo é de R$6,24 para cada 100 kWh consumidos.

Entendeu? Então já fique atento a bandeira tarifária da sua próxima conta de luz!

O que o governo espera com as bandeiras tarifárias?

bandeiras tarifárias

De antemão, vale citar que com a seca, as hidrelétricas passaram a gerar menos energia. Como resultado, as térmicas cujo custo de geração é mais caro, foram acionadas.

E o que aconteceu? A energia ficou mais cara no país!

Com essa medida, e repassando gastos para as contas de luz, evita-se que as distribuidoras assumam custos bilionários agora, para em seguida serem ressarcidas, com juros, no próximo reajuste das contas de luz.

Contudo, o governo e a ANEEL alegam que a aplicação da taxa das bandeiras tarifárias, é vantajosa para os consumidores, que pagariam a conta extra do setor de qualquer maneira.

O que fazer para economizar na conta de luz?

Como tudo tem um lado bom, as bandeiras tarifárias também servem como medida educativa. Tem como objetivo, ensinar o consumidor a economizar energia.

Bandeiras tarifárias

Usar lâmpadas econômicas, tomar banhos rápidos e fora do horário de pico e assim, aproveitar mais a luz do dia, são apenas algumas dicas que cansamos de ouvir.

Porém, quem realmente quer economizar e não ficar à mercê das bandeiras tarifárias possui uma alternativa viável e eficiente. A instalação de sistemas de geração de energia fotovoltaicos.

energia solar

Atualmente, a energia solar vem crescendo muito, assim como o capital investido nessa fonte de energia renovável.

Assim, a energia solar não é somente uma realidade para grandes empresas, podendo também trazer muitos benefícios para sua residência.

Veja alguns deles abaixo:

  • Economia na conta de energia: a redução na conta de luz pode chegar a até 95%;
  • Valor investido pago em cerca 5 anos: o valor inicial para instalar um sistema pode ser alto. Porém, este é um dinheiro que irá voltar para você com a média de 5 anos, e que trará retornos por muito mais tempo;
  • Opção sustentável: quem quer contribuir com a preservação do meio ambiente tem na energia solar a melhor opção. Ela não tira da natureza nenhum recurso e não emite nenhum resíduo (químico ou sonoro), causadores do efeito estufa.;
  • Autonomia energética: você nunca mais terá medo das bandeiras tarifárias. Poderá tomar seus banhos de forma tranquila sabendo que sua conta de energia não virá muito alta;
  • Rendimento para o seu bolso: a energia solar é um investimento e pode trazer rendimentos para o seu bolso, em decorrência da economia na conta de luz.

Para decidir se o sistema fotovoltaico é um gasto ou um investimento, ouça o podcast.

Conclusão

Em suma, a energia solar é a melhor solução para driblar as bandeiras tarifárias e assim, pagar menos na conta de luz todos os meses.

Deste modo, é bem importante ficar atento as mudanças das bandeiras tarifárias.

Em conclusão, o que achou de tudo isso? Já está pronto para começar a ter os benefícios da energia solar? Então venha fazer seu projeto solar com a gente. A equipe da Oca Solar Energia já está pronta para atender você!

Por fim, veja os nossos sistemas já instalados em nosso site e nas redes sociais!

Gabriela Viana
(16) 3011 – 0547

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *