Diagramas elétricos: tipos e como interpretar

Reconhecer os tipos de diagramas elétricos e saber como interpreta – los, é algo essencial para qualquer eletricista.

O motivo é simples!

Com o mercado de trabalho cada vez mais exigente, há relatos de empresas renomadas, que utilizam esse tema, por exemplo, em testes de aprovação.

Sob o mesmo ponto de vista, como você vai fazer a leitura de projetos elétricos, ou até mesmo entender o que um projetista te explica, sem saber reconhecer os tipos de diagramas, suas simbologias, ter noção de desenho técnico, etc?

Sendo assim, por esses e outros motivos, preparamos este artigo imediatamente, para torna – lo um verdadeiro “craque” dos diagramas elétricos.

Vamos lá!

Diagramas Elétricos: o que são?

Diagramas elétricos, são usados para representar circuitos elétricos, por meio de um conjunto de símbolos gráficos, e/ou instalações elétricas (ou apenas parte dela).

Dessa forma, apenas a partir de um diagrama elétrico, que os projetos podem ser elaborados e executados!

Sendo assim, não importa o tipo de intervenção (manutenção) a ser realizada… você saberá exatamente onde e como fazer.

Antes de mais nada, é importante ressaltar algo que muitos profissionais (e leigos) no assunto confundem frequentemente… diagrama elétrico não é a mesma coisa que esquema elétrico.

Veja só:

  • Diagramas elétricos: seguem padrões e normas. A mais usual é a NBR 5444 (símbolos gráficos para instalações elétricas prediais), já cancelada, porém ainda muito utilizada.
  • Esquemas elétricos: podem utilizar diversas alternativas para explicar a ligação do circuito, como por exemplo, imagens, símbolos, desenhos, palavras e outros. Em outras palavras, pode utilizar o que você quiser para a explicação ficar a mais didática possível.

Igualmente, também é válido mencionar que interpretar uma instalação elétrica (ou realizar algum tipo de manutenção) sem um diagrama em mãos, é algo extremamente difícil!

Imagine uma caçada ao tesouro sem um mapa! É mais ou menos essa a sensação quando você precisa realizar uma intervenção em uma instalação elétrica/circuito sem ter um diagrama elétrico.

Além de dificultar o encontro de pontos com defeito, ao mesmo tempo, torna-se perigoso, devido a você não saber com exatidão os pontos que energizam a instalação, e também quais os equipamentos que realmente estão ligados a ela.

Nesse ínterim, não é nenhuma novidade que as empresas querem profissionais cada mais mais qualificados em suas funções, e solucionem quaisquer problemas, de forma rápida, eficaz, e claro com segurança.

Afinal, o que você está esperando para começar a se destacar em meio a concorrência?

Tipos de diagramas elétricos

Agora que você entendeu o que é um diagrama elétrico, e já sabe um pouco de sua importância, vamos entender os diferentes tipos e características.

Primeiramente, é importante lembrar que por seguir padrões, diagramas elétricos tem uma linguagem universal!

Sendo assim, um diagrama feito aqui no Brasil tem a mesma representação, que um feito no Japão.

Ou seja, por mais que você não entenda nada da escrita do país que estiver, poderá entender um diagrama perfeitamente.

Vamos as suas classificações!

Funcional

Esse tipo de diagrama é explicativo, e como o próprio nome diz, funcional!

Sua principal função é explicar o funcionamento de circuitos elétricos e eletrônicos, exibindo todos os condutores e componentes que serão ligados no circuito.

diagramas elétricos
Exemplo de diagrama funcional – partida direta (comandos elétricos)

Em suma, o diagrama funcional permite uma interpretação rápida e clara, pois os componentes do circuito, são desenhados o mais próximo possível de sua forma construtiva real.

Ele normalmente é utilizado pra mostrar parte de uma instalação; de um determinado local.

Unifilar

O diagrama unifilar é o mais conhecido e o mais utilizado no meio elétrico. Significa um fio apenas!

Neste diagrama todos os fios (ou cabos) são representados usando um traço.

diagramas elétricos
Exemplo de diagrama unifilar – partida direta (comandos elétricos)

Ou seja, o diagrama unifilar é um tipo de representação onde os circuitos são simplificados de forma unipolar, focando somente nos principais componentes do circuito, que são mostrados por meio dos símbolos.

É muito mais fácil verificar onde (e quem) são os condutores, quais estão passando em determinado circuito, entre outros detalhes. Em síntese, de um modo geral, o eletricista entende uma instalação rapidamente.

Multifilar

Multifilar significa muito fios. Nesse diagrama, cada fio é representado de forma separada, e não apenas sobre um caminho como no unifilar.

Cada pontinho preto (como as setas indicam), mostra um caminho. Veja na imagem abaixo.

diagramas elétricos
Exemplo de diagrama multifilar – partida direta (comandos elétricos)

Esse diagrama, tem uma forma um pouco mais detalhada da instalação. Como no diagrama funcional, ele também mostra os componentes, além dos tipos.

Assim, é utilizado apenas para complementos de outros circuitos, onde representa pequenas partes, que exijam um pouco mais de detalhes.

Em contrapartida, se esse tipo de diagrama for utilizado em circuitos mais complexos, será de difícil entendimento.

Trifilar

Por ser um diagrama mais complexo, as vezes, acaba gerando dúvida em alguns profissionais novos na área industrial.

Por outro lado, os eletricistas da área de comandos elétricos, estão bem acostumados a utiliza-lo.

Sua função é representar cada uma das três fases de um sistema elétrico trifásico e suas respectivas derivações, lembrando muito um diagrama multifilar.

diagramas elétricos
Exemplo de diagrama trifilar – partida direta (comandos elétricos)

Diagramas elétricos: principais simbologias

Bem como diagramas são uma forma de representação dos cabeamentos, são também compostos por símbolos.

Atualmente, existe uma lista com mais de 50 símbolos gráficos a serem utilizados como forma de representação, de acordo com uma recente pesquisa divulgada pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Mas, fiquem tranquilos! Pois apesar de existirem diversas simbologias para um mesmo componente, listaremos (e vamos ilustrar) apenas as principais.

Tomadas

As tomadas são os meios nos quais a energia elétrica é distribuída dentro do imóvel para que seja ligado aparelhos eletroeletrônicos, eletrodomésticos e outros dispositivos elétricos.

diagramas elétricos

Interruptores

Os interruptores são componentes elétrico usados para ligar e desligar um determinado circuito.

diagramas elétricos

Luminárias

As luminárias são suportes de lâmpadas compostos por um ou mais receptáculos, ou seja, são usadas para realizar a conexão das lâmpadas. 

diagramas elétricos

Condutores

Os condutores elétricos são responsáveis por conduzir a energia elétrica, bem como interligar os componentes e dispositivos elétricos.

diagramas elétricos

Quadro de distribuição

O quadro de distribuição recebe os condutores do medidor e realiza a divisão dos circuitos, além de armazenar os dispositivos de proteção da instalação elétrica.

diagramas elétricos

Caixas de passagem

As caixas de passagem são utilizadas como pontos de derivação para os eletrodutos e para facilitar a passagem de cabos por longas distâncias.

Diagramas elétricos: como interpretar

Nesse tópico vamos abordar sobre o LIDE!

Calma!

LIDE nada mais é do que a Leitura e Interpretação de Diagramas Elétricos.

Já citamos em outro post, que nem todos os profissionais da área da eletricidade, conseguem realizar essa tarefa, e esse feito pode até ser considerado mais um diferencial.

Se você leu esse blogpost até aqui, certamente já saberá ler um diagrama elétrico com facilidade.

Algumas dicas são:

  • Entender os tipos de diagramas existentes, suas características e aplicações é de grande importância.
  • Saber conhecer as simbologias dos componentes expressados no diagrama! Apesar de existir uma coleção extensa de símbolos, ficar atento a esses elementos, é um ponto crucial para uma boa interpretação.
  • Identificar a referência do contator (ou referência cruzada) é mais uma forma para você identificar o endereçamento dos componentes que fazem parte do seu diagrama.
  • Ter noções de planta baixa e desenho arquitetônico.
  • Atualize – se! Apesar dos diagramas terem uma linguagem que é universal, estudar as normas vigentes na região em que estiver atuando é essencial. No território brasileiro, por exemplo, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é a instituição responsável pelo tema.

Além das dicas citadas na parte técnica, estão sempre em destaque profissionais com qualidades como: ser observador, perspicaz, assertivo, estar atento as mudanças, novas tecnologias, entre outras coisas.

Com estes conhecimentos reunidos, fica a cargo do profissional desempenhar um bom trabalho. Você será mais bem visto e com certeza, mais reconhecido.

Acima de tudo, um bom profissional é aquele que está em constante aperfeiçoamento. Estudar sempre, significa seguir a risca tudo que se planeja; tudo fica mais claro e fácil de ser desenvolvido e executado.

Softwares

Com o avanço tecnológico, várias ferramentas estão disponíveis de forma a facilitar a sua vida, e o melhor de tudo, otimizar o seu tempo!

Tem ficado cada vez mais simples criar um diagrama. Basta aplicar todo seu conhecimento teórico, em programas específicos para isso!

Hoje, existem vários softwares no mercado que ajudam a criar um diagrama de forma prática e de acordo com a simbologia da ABNT.

Alguns deles são:

  • AutoCAD (com o uso de plugin)
  • QiElétrico
  • PRO-Elétrica
  • AutoCAD Electrical
  • CadProj Elétrica
  • Entre outros.

Nesse ínterim, com uma proposta excelente, o CADe SIMU é o principal. Ele oferece recursos bastante úteis por meio de uma interface simples e intuitiva e o melhor: sem custos.

Esse software é largamente utilizado para auxiliar profissionais e estudantes da área.

Conclusão

Pode parecer complexo, mas com um pouco de pratica, ler diagramas desse tipo se torna algo prático.

Não há para onde fugir… o segredo é aperfeiçoamento e capacitação. Pois, com o constante avanço da tecnologia, o surgimento de outros conceitos, além da eletricidade básica, se tornam evidentes e agregam a área elétrica uma nova perspectiva de mercado.

Dessa forma, podemos chegar a conclusão que: ser um bom eletricista consiste em muitos mais do que anos de experiência! Hoje, fica cada vez mais difícil para profissionais que são desatualizados, sobreviverem, forçando os mesmos a procurarem uma qualificação e certificação.

Vá além! Conheça nossa plataforma EAD e os cursos disponíveis.

Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547
Oca Energia
Oca Energia
Fundada no ano de 2014, a Oca Solar Energia é uma empresa especializada em capacitação e treinamento em energia solar fotovoltaica. Somos extremamente preocupados com a qualidade e aplicabilidade dos nossos treinamentos, por isso em 2015 firmamos uma parceria com o SENAI que é referência em treinamentos técnicos. Parceria esta que vem crescendo e hoje atende vários estados no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
1
💬 Posso ajudar?
💬 Posso ajudar?