Oca Solar Energia

como-ser-um-empreendedor-solar

Como montar um projeto fotovoltaico (Em Etapas)

Como montar um projeto fotovoltaico e por onde começar? Essa é uma pergunta que, se você é profissional da área, já se fez em algum momento.

Para engenheiros (principalmente engenheiros eletricistas) pode ser mais fácil fazer um projeto, mas, para tudo existe um começo, não é mesmo? E até o engenheiro mais experiente um dia teve que aprender o básico.

A princípio, se você pretende trabalhar no mercado de Energia Solar Fotovoltaico, se é novo no ramo, ou se quer expandir seu ramo de atuação para essa área, aprender o passo a passo da elaboração do projeto fotovoltaico, é muito importante.

Pensando nisso, elaboramos esse artigo, que descreve o que um projetista solar faz e quais são os principais passos para elaboração de um projeto On e Off grid.

Clique para saber mais sobre o Curso Introdução à Energia Solar Fotovoltaica.

O que faz um projetista solar

Além dos cálculos técnicos de potência, o projetista solar precisa saber fazer análises de faturas e estimativas de retorno financeiro para o consumidor. 

Em paralelo à adequação técnica, temos a parte de documentação, que abrange a homologação junto à concessionária de energia.

Em resumo, é primordial que esse profissional conheça a tecnologia como “a palma da sua mão”, para posteriormente projetar um sistema solar sem dificuldades.

Etapas de como montar um projeto fotovoltaico

Antes de mais nada, o projeto de um sistema fotovoltaico começa pela definição da quantidade de energia que precisa ser gerada pelo sistema.

Posteriormente, inicia-se o cálculo para se chegar à produção desejada e, por fim, a análise estrutural e instalação.

Juntamente com o dimensionamento para estipular a quantidade de módulos que serão usados, a orientação da instalação no telhado ou solo, a inclinação do arranjo fotovoltaico, entre outas atividades que, em resumo, podem ser divididas em 4 etapas principais, veja a seguir.

Clique para saber mais sobre o Curso 2 em 1: projetos de sistemas fotovoltaicos e instalações elétricas.

Como montar um projeto fotovoltaico On Grid

O cliente de um sistema On Grid, em quase todos os casos, já usará a rede elétrica (energia fornecida por uma concessionária).

Ao passo que, a conta de luz, possui todos os dados sobre consumo nos últimos doze meses no seu histórico, ela traz também, dados sobre a residência do cliente e sobre o padrão de conexão à rede elétrica.

Essas informações serão essenciais, para o cálculo dos sistemas conectados à rede.

Etapa 1: Como fazer o cálculo de dimensionamento e escolher os equipamentos

  • Com a conta de luz do cliente, você terá o padrão de conexão do local (se é monofásico, bifásico ou trifásico) e pode calcular a média de consumo dos últimos 12 meses.
  • Realize as contas da média diária total de energia a ser gerada por meio das seguintes fórmulas:
como montar um projeto fotovoltaico
Este é o total em kWh que deve ser gerado através do arranjo fotovoltaico
para proporcionar o abatimento desejado.
  • Mostre ao cliente a porcentagem abatida da conta de luz que o sistema irá proporcionar e verifique o orçamento máximo do cliente.

Seja como for, você deve projetar o sistema sobre o ponto de vista técnico e econômico, dentro das necessidades do consumidor.

Assim, na hora da escolha dos equipamentos, é muito importante fazer o levantamento de cargas e a eficiência de cada um dos componentes.

Etapa 2: Inspeção técnica da unidade consumidora

Parte importante do processo (e até antes do dimensionamento), é realizar estudos sobre o local da instalação.

Você tem que:

  • Obter os dados das coordenadas do local (você pode usar um App como, por exemplo, o Google Maps).
  • Examinar a face da instalação (norte, nordeste, noroeste, etc).
  • Olhar a angulação ideal a partir das coordenadas (referência: latitude).
  • Caso a instalação seja em telhado, deve-se medir a inclinação ou angulação real do sistema (pode-se usar um inclinômetro).
  • Em contrapartida, se for em solo, o processo é determinar a inclinação da estrutura a ser montada com o mais próximo da angulação ideal (mínimo de 10 graus para escoamento de chuva e detritos).
  • Áreas com sombreamento devem ser evitadas. Portanto, você precisa reparar se não há presença de sombra durante todo o dia.

Em caso positivo, deverá ser aplicado o cálculo de perdas.

Perdas Gerais – Pg
Perdas por direção – Pd
Perdas por inclinação ou angulação – Pa

Etapa 3: Dimensionamento Final

O projeto de um sistema On Grid, é apropriado de acordo com a necessidade de cada cliente e o seu consumo de energia.

Portanto, o projeto final incluirá:

– A quantidade, modelo, potência e a forma como os módulos fotovoltaicos serão instalados.

– O inversor mais adequado para o sistema.

– Proteções e cabeamento.

– A área ocupada pelo arranjo fotovoltaico.

Estruturas metálicas e conectores não estão inclusos, por serem padronizados.

Clique para saber mais sobre o Curso Homologação de Sistemas Fotovoltaicos.

Como montar um projeto fotovoltaico Off Grid

Devido ao perfil do sistema Off Grid, a estimativa de consumo de energia deve ser feita levando em consideração as cargas presentes no local da instalação.

Dessa forma, um estudo detalhado de todos os aparelhos elétricos tem que obrigatoriamente ser feito para atender a projetos deste tipo.

Etapa 1: Como fazer o cálculo de dimensionamento e escolher os equipamentos

  • Uma planilha deve ser montada com as cargas do local, valores de potência de cada equipamento e consumo diário de energia.
como montar um projeto fotovoltaico
Exemplo de tabela utilizado no curso de Projetos Oca Solar Energia
  • O Consumo médio diário de cada equipamento pode ser calculado por uma das equações a seguir, de acordo com os dados disponíveis.
  • A Potência Total pode ser calculada pela soma da capacidade de cada equipamento.
  • Da mesma forma, pode ser calculado o Consumo Diário de Energia.

Como resultado, escolher a frequência, a tensão e a potência dos equipamentos requeridas faz toda a diferença para o funcionamento do projeto.

Etapa 2: Inspeção técnica da unidade consumidora

  • Obter os dados das coordenadas do local e as horas de sol pleno (HSP). Você pode consultar um atlas solarimétrico ou aplicativos como o SunData, no site do CRESESB.
  • Fazer uma medição adequada da área disponível.
  • Geralmente sistemas Off Grid são instalados no solo, devido à maior área disponível em regiões rurais. Sendo assim, é imprescindível escolher a face e a angulação ideal para o sistema.
  • Ao passo que a instalação seja feita em telhado, devem ser colhidos os mesmos dados, mas, para o cálculo dos coeficientes de perda.

Etapa 3: Dimensionamento Final

Um projeto Off Grid envolve, além de dimensionamento, uma análise da real necessidade do cliente deixando claro a infraestrutura necessária para montagem deste sistema.

Portanto, no projeto final será considerado:

  • A quantidade, modelo, potência e a forma como os módulos fotovoltaicos e as baterias que serão instaladas.
  • O controlador de carga e o inversor mais adequados para o sistema.
  • Proteções e cabeamento.
  • A área ocupada pelo arranjo fotovoltaico.

Você deve estar se perguntando onde está a 4ª etapa não é mesmo?

Esta, nada mais é do que “a utilização de um software para o projeto“, sendo válida para os dois tipos de sistemas.

Assim como as fórmulas que foram mencionadas, para o calculo à mão, o mercado disponibiliza vários tipos de softwares para realização de um projeto fotovoltaico.

Por exemplo, podemos citar o AutoCad, que oferece uma licença de teste gratuita, por 30 dias.

E também o SOLergo criado pela Electro Graphics, uma empresa brasileira de Softwares para projetos elétricos e fotovoltaicos. Parceiros da Oca Solar Energia na elaboração dos projetos fotovoltaicos e na demonstração da elaboração de projetos nos cursos.

Clique para saber mais sobre o Curso Elétrica Básica.

Como escolher bons fornecedores de sistemas fotovoltaicos

No Brasil há mais de 10 mil empresas que atuam com Energia Solar, em especial nas áreas de equipamentos e serviços.

Em meio a tantas empresa, encontrar uma que, além de possuir ampla gama de bons equipamentos, ofereça margem para negociação de valores e entrega na localidade da instalação, pode ser uma das maiores dificuldades dos projetistas.

Nesse sentido, algumas dicas de como encontrar bons fornecedores de kits fotovoltaicos são:

  • Checar a procedência dos equipamentos
  • Analisar a garantia oferecida
  • Verificar se a empresa está atenta as novas tecnologias e oferece soluções personalizadas aos clientes

A Oca conta com a parceria de peso da Genyx Solar Power que fornece equipamentos para as instalações dos projetos fotovoltaicos, garantindo entrega em todo o território nacional das melhores marcas, essa parceria ainda se estende aos Cursos Presenciais de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos, com o fornecimento de materiais necessários para as aulas práticas como módulos fotovoltaicos e microinversores.

Sendo assim, para saber mais sobre essas e outras dicas de fornecedores (de forma mais detalhada), veja nosso guia de como funcionam os sistemas fotovoltaicos, disponibilizado em nosso blog.

Conclusão

Em síntese, descrevemos neste artigo as etapas principais, de como montar um projeto fotovoltaico.

Em contrapartida, existem outras etapas a serem seguidas e mais conteúdos que envolvem o projeto.

Portanto, é válido citar sobre a importância de fazer um curso na área, para que agregue ainda mais valor em sua carreira e conhecimentos, propiciando a confiança do cliente em seus serviços.

Portanto, comece a sua especialização agora mesmo! Conheça nossa plataforma de cursos a distância e estude de casa com quem entende do assunto.

Clique para saber mais sobre o Curso 2 em 1: projetos de sistemas fotovoltaicos e instalações elétricas.
Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547
thuany.nascimento@ocaenergia.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *