Energia solar em imóveis antigos: é possível?

De antemão já responderemos essa pergunta… “sim, a energia solar em imóveis antigos, é possível!”. 

Mas, continue lendo porque vamos explicar “como”. 

De acordo com dados compilados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), nos últimos sete anos, a geração distribuída FV no Brasil, cresceu a uma taxa média de 231% ao ano.

Em outras palavras, isso significa que cada vez mais brasileiros estão dispostos a gerar eletricidade limpa e renovável para suas casas, e entendem os benefícios econômicos, sociais e ambientais que a energia solar é capaz de gerar.

Do mesmo modo, a fonte solar fotovoltaica ganha cada dia mais espaço na construção civil, e é quase que obrigatoriedade em novas construções. 

“Vai muito da visão do proprietário do imóvel. Tenho casos que o cliente não tem laje/telhado prontos, mas já está com o sistema comprado. Essa a melhor situação, pois o telhado já é construído pensando na eficiência do sistema”, diz Vinicius Campos, Engenheiro Civil. 

A energia solar em imóveis antigos também é possível, contudo alguns cuidados precisam ser tomados, e alguns fatores levados em consideração, para que a instalação do seu sistema fotovoltaico, seja viabilizada.

Vamos lá!

Energia Solar em imóveis antigos

Segundo exposto pelo Engenheiro Civil, Vinicius Campos, não é com tanta frequência que as construtoras/profissionais do setor, recebem solicitações de instalação de sistemas fotovoltaicos, em imóveis construídos há mais 10/15 anos.

No entanto, de acordo com o relato do engenheiro, isso é possível, desde que se faça a análise de alguns fatores em sua totalidade. Veja abaixo, quais são eles, para que você comece seu projeto de geração de energia fotovoltaica agora mesmo!

1 – Verifique a incidência de radiação solar

energia-solar-em-imoveis-antigos-e-possivel2

Antes de tudo, o fator que deve ser analisado, é o espaço disponível para instalação dos módulos.

Do mesmo modo, a incidência de radiação solar no local também é muito importante.

As Horas de Sol Pleno (HSP) é um artifício utilizado para a simplificação dos cálculos em energia solar.

Nesse sentido, o Atlas Solarimétrico pode ajudar você, pois mapeia o potencial solar de toda uma região, e permite analisa – lo em uma área específica, fornecendo os valores aproximados das HSP de cada região.

Você pode acessa-lo no site na CRESESB.

Também é importante levar em consideração qual a orientação e a inclinação do telhado onde será feita a instalação.

Preferencialmente, a posição ideal para os módulos fotovoltaicos no Brasil é voltado para o Norte.

Para situações onde isso não é possível (exemplo: telhado virado para o leste), utiliza-se o poliedro de perdas para calcular a perda por direção (Pd).

energia solar em imóveis antigos

Além da direção, também é super importante pensar na inclinação dos módulos.

É indicado que os sistemas fotovoltaicos tenham uma inclinação igual a latitude.

Como nem sempre será possível obter o ângulo ideal, pode-se calcular o coeficiente de perdas por angulação (Pa) pela equação a seguir.

Acima de tudo, é preciso garantir que a área também esteja livre de objetos que possam causar sombra nos módulos, como outros prédios, árvores, antenas, caixas d’água, entre outros.

E lembre – se…

Opte sempre por contratar um profissional/empresa certificado, que consiga fornecer todas essas informações, e tirar suas dúvidas.

2 – Cheque as condições da cobertura

De antemão, é válido ressaltar que antes de instalar energia solar fotovoltaica em telhados, coberturas ou fachadas, uma análise estrutural deve obrigatoriamente ser realizada, de forma a garantir a segurança de todos no local.

A sobrecarga gerada pelo sistema em cima do telhado pode girar em torno de 12 a 15kg/m². Dessa forma, é importante checar se a estrutura possui resistência o suficiente para suportar esse peso.

energia-solar-em-imoveis-antigos-e-possivel3

Sempre é bom lembrar que instalar energia solar em casa/comércio, não prejudicará em nada o telhado.

Além disso, trata-se de um processo simples, sem a necessidade de grandes obras ou “quebra-quebra”.

Contudo, é possível que ao querer instalar energia solar em imóveis antigos, seja necessário realizar reforços estruturais que inclui a adição de caibros, vigas, etc.

No caso de imóveis tombados, em que não é permitido fazer muitas intervenções, é necessário verificar com a prefeitura da cidade a viabilidade do projeto.

3 – Teste as instalações elétricas do imóvel

curso de energia solar

Se tratando de imóveis antigos, a única alternativa é realizar uma boa revisão, antes de implementar o sistema fotovoltaico.

“No caso dos condutores elétricos deve-se avaliar o estado de conservação da isolação, e se detectar sinais de aquecimento excessivo, rachaduras e ressecamento, deve-se substitui-lo imediatamente. Também deve-se avaliar o dimensionamento dos circuitos existentes e verificar se as seções nominais dos condutores e disjuntores instalados, atendem as necessidades de consumo dos equipamentos. Caso necessário, redimensionar os circuitos, conforme a norma NBR 5410, garantirá que não haja desperdícios de energia devido ao aquecimento dos condutores sobrecarregados. “

Robson Jorge – Engenheiro de Produto da SIL Fios e Cabos Elétricos

Para Jorge, revisar os equipamentos eletrônicos também é de suma importância, pois eletrodomésticos antigos, não possuem a mesma eficiência elétrica quando comparados com modelos atuais.

Além disso, essa revisão é de suma importância porque visa garantir a segurança das pessoas e do patrimônio, bem como o funcionamento correto de toda a instalação.

“Com relação a inserção de um novo sistema no formato On Grid, deve-se projetar um novo circuito para transportar a energia elétrica do inversor até o Quadro de Distribuição de Circuitos ou mesmo na saída do medidor, isto dependerá do projeto e deve ser realizado por profissional qualificado. “

Robson Jorge – Engenheiro de Produto da SIL Fios e Cabos Elétricos

Do mesmo modo, a distribuidora de energia ao fazer a vistoria técnica no processo de homologação, pode exigir outros elementos de segurança.

energia solar em imóveis antigos

Por fim, tenha em mente que ao se planejar uma reforma, o auxílio de um profissional qualificado é essencial, e permite que o trabalho seja realizado apenas uma vez e com qualidade.

Seja como for, esteja sempre atento as regras expostas na NBR 16690 – Instalações elétricas de arranjos fotovoltaicos – antes mesmo de iniciar os trabalhos.

Conclusão

Tomando esses cuidados, a energia solar em imóveis antigos não só é viável, como pode trazer a sonhada independência energética.

De acordo com dados atualizados da ABSOLAR, já são mais de 265 mil sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede e mais de 335 mil unidades consumidoras recebendo créditos pelo Sistema de Compensação de Energia Elétrica.

Ou seja, já são mais de 335 mil pessoas economizando na conta de luz e fazendo sua parte para um mundo mais sustentável.

Seguindo essa tendência, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) projeta que, em 2024, o Brasil terá aproximadamente 887 mil sistemas de energia solar (On Grid) instalados por todo território brasileiro.

E você, vai ficar de fora dessa ? Conheça nossa plataforma EAD e capacite-se para o mercado que mais cresce no Brasil e no mundo.

Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547
Oca Energia
Oca Energia
Fundada no ano de 2014, a Oca Solar Energia é uma empresa especializada em capacitação e treinamento em energia solar fotovoltaica. Somos extremamente preocupados com a qualidade e aplicabilidade dos nossos treinamentos, por isso em 2015 firmamos uma parceria com o SENAI que é referência em treinamentos técnicos. Parceria esta que vem crescendo e hoje atende vários estados no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *