5 principais indicadores para performance de sistemas fotovoltaicos

No blogpost de hoje vamos mostrar a você os principais indicadores para sistemas fotovoltaicos.

Mas, o que é isso?

Em primeiro lugar, é válido citar que um projeto fotovoltaico bem feito, e por um projetista capacitado, já fará o sistema solar ter um ótimo desempenho.

Ou seja, quantidade de módulos, orientação, inclinação do arranjo fotovoltaico, entre outras atividades, tem ação direta na atividade de um sistema fotovoltaico.

Nesse sentido, os indicadores para sistemas fotovoltaicos mostram dados para ver se o sistema funciona de modo eficiente. Assim, pode-se descobrir se precisam de algum tipo de manutenção para melhorar sua execução.

Vamos ver agora os principais!

5 indicadores para sistemas fotovoltaicos

Temos o intuito de fazer você tirar bom proveito de um sistema fotovoltaico e tirar proveito de todos as vantagens que ele tem a oferecer. Dessa forma, logo listamos para você os 5 principais indicadores da atividade de um sistema solar.

Veja só:

  • Disponibilidade (Availability)
  • Entrega de Energia (Energy Delivery)
  • Taxa de Desempenho (Performance Ratio)
  • Desempenho de energia (Energy Performance)
  • Rendimento Final (Final Yield)

Acima de tudo, é importante lembrar que todos os indicadores estão baseados na norma internacional IEC 61724. Esta, determina os equipamentos, métodos e terminologia de desempenho, monitorização e análise dos sistemas fotovoltaicos.

Veja abaixo sobre cada um!

1. Disponibilidade (Availability)

Em suma, esta métrica refere-se ao período durante o dia em que o sistema fotovoltaico irá produzir energia. 

É um dado medido em percentual. O cálculo pode ser feito entre diferentes períodos: anual, mensal, semanal, etc.

Para calcular este valor usa-se à fórmula:

indicadores para sistemas fotovoltaicos
m = Tempo médio para falha (Mean Time To Failure – MTTF)
r = Tempo médio para reparo (Mean Time To Repair – MTTR)
T = Tempo médio entre falhas (Mean Time Between Failure – MTBF)

2. Entrega de Energia (Energy Delivery)

A entrega de energia também tem o nome de “energia anual entregue pelo sistema”.

Assim, apresenta de maneira literal a energia que foi “entregue” pelo sistema a cada ano (MWh/ano), para consumo. Além disso, pode-se calcular tanto para o dia quanto para hora, mês ou em um período intermediário.

Da mesma forma, também pode ser objeto de contrato de negócios fotovoltaicos.

3. Taxa de Desempenho (Performance Ratio)

Também chamada de taxa de performance é uma medida que permite comparar sistemas instalados em diferentes locais. Ou seja, define assim a qualidade que o sistema fotovoltaico tem, sempre ajustado a zona em que está instalado.

Para calcular usa-se a fórmula:

indicadores para sistemas fotovoltaicos
TD = Taxa de desempenho
Yf = Rendimento final
Yr = Rendimento de referência
Epv = Energia produzida pelo sistema fotovoltaico em determinado período de tempo
P = Potência do gerador para produzir energia
Hi = Capacidade de irradiação quando colocado o painel em plano inclinado
Gstc = Capacidade de irradiação de referência quando colocado o painel em plano inclinado (normalmente 1kW/m2)

Obs: No Brasil, a taxa de atividade de um sistema fica entre 54 e 79%.

4. Desempenho de Energia (Energy Performance)

Você pode ver por meio desse índice, o quão o projeto solar foi bem feito(ou não)!

Dessa forma, ele traduz o percentual entre a energia produzida e a energia esperada (que foi projetada).

Em outras palavras, você consegue medir a produção de energia gerada pela instalação versus energia estimada que a instalação tem capacidade de gerar.

Pode-se calcular o índice de performance de energia da seguinte forma:

indicadores para sistemas fotovoltaicos
DE = Desempenho de Energia
Eger = Energia à saída do Inversor
Eest = Energia estimada para ser gerada pela instalação

Obs: Pode-se calcular esse índice tanto para o ano e, também, em períodos intermediários.

5. Rendimento Final (Final Yield)

Também pode-se chamar de “Performance Específica”.

Sendo assim, apresenta a relação entre a energia entregue pelo sistema fotovoltaico e potência nominal da usina. A unidade de medida é o kWh / kW / ano ou em h/ano.

Para calcular usa-se a fórmula:

indicadores para sistemas fotovoltaicos
Yf = Rendimento final
Epv = Energia produzida pelo sistema fotovoltaico
P = Potência do gerador para produzir energia

Obs: Este indicador é calculado de forma anual. Contudo, também pode ser calculado para um tempo menor.

Como monitorar a performance do sistema fotovoltaico?

Nesse ínterim, e após mostrar a você todas essas fórmulas, é importante citar que algumas empresas podem oferecer ao instalar o sistema, um equipamento que também mede em tempo real, a atividade de um sistema.

O sistema de monitoramento de energia solar!

Sendo assim, esse sistema permite ver de qualquer lugar a quantidade de energia solar gerada. Além disso, a situação do sistema também pode ser vigiada.

Nesse sentido, o padrão dos monitoramentos do mercado mostram os seguintes dados:

  • Economia gerada em Reais
  • Energia produzida em kWh no Dia, Mês, Ano, Total
  • Dados Ecológicos como Árvores salvas, Km não Rodados, CO2 não emitidos.
  • Status da Usina

Outro recurso que está disponível no sistema é a chance de identificar eventuais problemas que existam no sistema. Como resultado, cuidados podem ser tomados, de modo a evitar perdas da produção de energia.

Conclusão

Em suma, você pôde conhecer os 5 principais fatores que indicam a ação dos sistemas fotovoltaicos. Há outros indicadores que podem ser usados e vamos falar a respeito, em breve!

Em outras palavras, agora você tem o estudo do que deve-se analisar para melhorar ainda mais o execução do seu sistema. Acima de tudo, “de olho” nesses indicadores, você irá produzir sempre o máximo da sua capacidade.

Nesse sentido, não se esqueça de que tudo começa com um bom projeto solar. Portanto, sempre opte por contratar um profissional capacitado para realizar o serviço. Assim, você garantirá um serviço bem feito e não terá dores de cabeça.

Da mesma forma, como todo dinheiro usado em estrutura física, é muito importante ter um cuidado especial com a manutenção. Assim, você aumenta a vida útil da instalação e evita que o equipamento estrague rápido.

Em conclusão, como todo mercado que se preze, o fotovoltaico é bastante competitivo. Portanto, se você pensa em atuar no setor, isso faz que você tenha que ser diferente no seu modo de atuação.

Já pensou em começar sua capacitação agora mesmo? Faça uma visita em nossa plataforma EAD e conheça nossos cursos.

Por fim, se ficou com alguma dúvida, mande pra gente nos comentários. Teremos um grande prazer em responde-lo e ajudar no que for preciso.

Continue nos acompanhando! Logo, traremos muito mais curiosidades e detalhes do mundo fotovoltaico.

Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547
Oca Energia
Oca Energia
Fundada no ano de 2014, a Oca Solar Energia é uma empresa especializada em capacitação e treinamento em energia solar fotovoltaica. Somos extremamente preocupados com a qualidade e aplicabilidade dos nossos treinamentos, por isso em 2015 firmamos uma parceria com o SENAI que é referência em treinamentos técnicos. Parceria esta que vem crescendo e hoje atende vários estados no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
1
💬 Posso ajudar?
💬 Posso ajudar?