Modelos de módulo solar: qual a melhor opção?

a-viabilidade-da-energia-solar-no-agronegocio2

Se você está pensando em instalar o sistema fotovoltaico, mas não sabe escolher dentre os modelos de módulo solar existentes no mercado, não se preocupe… você clicou no post certo, e vamos te ajudar!

Em primeiro lugar, módulo fotovoltaico, é o nome correto para os nomes mais popularmente conhecidos que são: placas ou painéis solares, visto que o componente principal são as células fotovoltaicas. Portanto, fique atento para sempre utilizar o termo correto.

Segundo, é importante ter em mente que, apesar dos diferentes modelos, a função de um módulo solar é uma só: transformar a energia proveniente da luz do Sol, em energia elétrica!

É a partir deles, que a energia elétrica é gerada de uma maneira muito simples: a luz do sol incide sob as células fotovoltaicas, fazendo com que os elétrons se movimentem e produzam a corrente elétrica.

Ou seja, essa transformação só é possível devido aos módulos fotovoltaicos!

Quer aprender com mais detalhes sobre essa transformação? É só clicar aqui e acessar o nosso guia completo.

Enfim, vemos que o aumento da demanda pelos sistemas de energia solar, tem relação direta com o avanço da pesquisa e tecnologia dos equipamentos, é o caso dos módulos fotovoltaicos.

De acordo com dados recentes divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), só para a geração distribuída (GD), são mais de 3 GW de potência instalada, com 255 mil sistemas e 319 mil unidades consumidoras.

Bastante coisa não é?

Nesse sentido, é muito importante saber qual o melhor tipo a ser utilizado, quais atendem aos objetivos de cada consumidor e quais os modelos de módulo solar, além dos fabricantes mais recomendados do mercado.

Vamos lá!

Modelos de módulo solar mais utilizados

Existem hoje, inúmeros modelos de módulo solar!

Cada tipo possui algumas diferenças, em suas características gerais.

Sendo assim, o ideal é deixar a escolha para profissionais/empresas especializadas, pois eles conseguem dimensionar a performance de cada um, de acordo com à necessidade do cliente.

Em contrapartida, é muito importante que você conheça (e entenda também!) sobre todos os tipos, e dessa forma, faça a melhor escolha para o seu projeto fotovoltaico.

1 – Módulos monocristalinos

Essa tecnologia é a mais antiga e possui a eficiência mais alta dentre as comercialmente viáveis atualmente.

Os módulos solares de silício monocristalino (mono-Si) são facilmente reconhecíveis olhando de perto, por possuírem uma cor uniforme.

Eles são feitos a partir de um único cristal de silício ultrapuro. Este é fatiado, fazendo assim lâminas de silício individuais, que são então tratadas e transformadas em células fotovoltaicas.

Ao clicar na imagem, você poderá ver todas as especificações técnicas.

modelos de placa solar
Exemplo – Módulo solar Canadian HiKu 440W – Monocristalino

Cada célula fotovoltaica circular tem seus “4 lados” cortados fora, para otimizar o espaço disponível no equipamento, que são dispostas em série e em paralelo.

Devido a isso, as técnicas utilizadas especificamente nesse tipo de módulo fotovoltaico, possuem maior eficiência — chegando até 22%.

Como resultado, este funciona melhor em dias nublados do que os módulos policristalinos, além de ocupar um espaço menor, para gerar a mesma quantidade de energia elétrica.

A maior desvantagem desse modelo, seria o preço. Pois é mais caro para ser produzido, devido ao processo de fabricação, que é lento e mais preciso.

2 – Módulos policristalinos

A tecnologia policristalina, também conhecidas como polisilício (p-Si) e silício multi-cristalino (mc-Si), surgiu em torno dos anos 80.

Ambos, mono e poli cristalino são feitos de silício, mas, a principal diferença entre as tecnologias é o método utilizado na fundição dos cristais.

No policristalino, os cristais de silício são fundidos em um bloco, favorecendo a formação de múltiplos cristais (daí o nome poli cristalino).

Ao clicar na imagem, você poderá ver todas as especificações técnicas.

modelos de placa solar
Exemplo – Módulo solar SUNOVA Policristalino 340Wp

O processo é parecido com o dos módulos monocristalisnas, mas, de mais fácil produção. Sendo assim, o preço dessa tecnologia pode ser um pouquinho menor, assim como a eficiência, que fica em torno de 14 a 20%, devido também a menor pureza do polisilício.

Uma a outra questão é a de espaço!

Você irá produzir menos watts por hora por m², precisando de uma área maior de módulos para gerar a mesma quantidade de Watts/m² que o tecnologia monocristalina, por exemplo.

3 – Filme Fino

Eles também são conhecidos como células fotovoltaicas de película fina (TFPV).

Neste caso, o material fotovoltaico é depositado diretamente sobre uma superfície, como metal ou vidro, para formar o equipamento.

Os diferentes tipos módulos solares de filme fino podem ser categorizados por material fotovoltaico que é depositado sobre o substrato. Podendo ser:

  • Silício amorfo (a-Si)
  • Telureto de cádmio (CdTe)
  • Cobre, índio e gálio seleneto (CIS / CIGS)
  • Células solares fotovoltaicas orgânicas (OPV)
modelos de placa solar

Ao mesmo tempo, são muito mais baratos e consequentemente, menos eficientes. Dependendo da tecnologia utilizada, os módulos de filme fino possuem eficiências médias entre 7-13%.

Todavia, nos dias de hoje com inovações surgindo a todo momento, já estão chegando nos 16%, sendo similares a eficiência a tecnologia policristalina.

Entre outros destaques, sua aparência é esteticamente mais bonita e por ser flexível, abre um leque de aplicações muito grande.

O que devo analisar para escolher o melhor modelo

Vários fatores são cruciais e determinantes no momento da escolha do modelo do módulo fotovoltaico. E mais uma vez, a importância de um profissional qualificado, deve ser mencionada.

Existem vários fabricantes (e fornecedores), de equipamentos no mercado.

Anteriormente, mostramos 2 modelos específicos, que estão disponíveis no site da nossa parceira Genyx Solar Power. Dentre eles estão os módulos da Canadian e da Sunova. Também podem ser citados fabricantes de qualidade, como a Csun e a DAH Solar.

Seja como for, aí vão algumas dicas para você não errar na hora da escolha!

Certificado Inmetro e IEC61215

No Brasil, a certificação mínima dos módulos solares é o selo do Inmetro. Mas, ele sozinho não garante a segurança e a durabilidade do equipamento.

Acima de tudo, as melhores tecnologias contam também com o ICE61215, que é uma certificação internacional. Por exemplo, se o equipamento tem essa certificação, é sinal de que já fez o teste da chuva de granizo e tem um vidro resistente.

Portanto, comprando um módulo com essas duas especificações, há uma maior garantia para o consumidor!

Tamanho e potência do módulo fotovoltaico

O tamanho e potência do equipamento varia de acordo com a necessidade do sistema.

Há módulos fotovoltaicos que chegam a 440 Watts de potência, por exemplo.

Já o tamanho médio dos mais utilizados, são de 2 metros quadrados com o peso médio, em torno de 18-20 kg cada.

Garantia dos módulos fotovoltaicos

Na hora da compra, procure saber se os módulos tem a garantia média de 25 anos, e não aceite menos que isso!

Lembrando que: uma manutenção recorrente em seu sistema, garante maior durabilidade dos equipamentos.

Tolerância negativa ou positiva

Trata-se da “margem de erro” informada pelo fabricante do módulo solar.

Acima de tudo, o ideal é que esse valor não ultrapasse 5%. Isso ajudará a garantir e eficiência do seu sistema.

As variações de preço do módulo fotovoltaico

Você pode encontrar diversos preços de módulos de energia solar na internet. Estes valores variam de acordo com a sua eficiência, fabricante, margem de lucro do revendedor, entre outros fatores.

Os preços são normalmente calculados em R$ por Watt. Ou seja, se uma placa de 10 Watts custa R$ 150,00 isso significa que você está pagando R$ 15 por Watt de potência.

A melhor solução é sempre pedir um orçamento, pois dependendo da quantidade, você pode conseguir um bom desconto.

Conclusão

Em suma, esperamos ter contribuído e agregado ainda mais em seus conhecimentos, a respeito de modelos de módulo solar.

Conforme a tecnologia avança, a procura por tecnologias mais eficientes, também!

Como você pôde ver, a responsabilidade de escolher o modelo mais correto, de modo a garantir a satisfação do cliente, é muito grande!

Nesse sentido a capacitação se faz indispensável para garantir que o investimentos de recursos sejam certeiros.

Comece a ganhar dinheiro com energia solar agora mesmo, conheça nossa plataforma EAD e os cursos disponíveis. Te esperamos lá!

Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547

Oca Energia
Oca Energia
Fundada no ano de 2014, a Oca Solar Energia é uma empresa especializada em capacitação e treinamento em energia solar fotovoltaica. Somos extremamente preocupados com a qualidade e aplicabilidade dos nossos treinamentos, por isso em 2015 firmamos uma parceria com o SENAI que é referência em treinamentos técnicos. Parceria esta que vem crescendo e hoje atende vários estados no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *