Cursos e Projetos

Sistema Fotovoltaico Híbrido: Entenda o Que é e Suas Aplicações

As formas de geração de energia solar fotovoltaica mais conhecidas popularmente são: conectada à rede (on grid) e autônoma (off grid). Mas, você sabia que existe uma terceira forma de geração de energia conhecida como: “sistema fotovoltaico híbrido?”

Pois então… sabemos que os sistemas fotovoltaicos, estão cada vez mais sendo procurados pelos brasileiros.

De acordo com o último mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), entre sistemas de microgeração (até 75 kW) implantados em residências, comércios, prédios públicos, etc, já são mais de 411 mil pessoas gerando sua própria energia.

Assim, logo preparamos este artigo para deixa-lo(a) por dentro de tudo, e acima de tudo, ajudar você a entender o que é um sistema fotovoltaico híbrido.

Dessa forma, ficará mais fácil escolher o sistema de energia solar que mais combina com você!

Vamos lá?

O que é um sistema fotovoltaico híbrido?

Um sistema fotovoltaico híbrido, oferece uma gama de aplicações especificas, assim como sua composição de equipamentos que podem variar conforme a aplicação.

De antemão, é importante ressaltar que não se deve confundir os novos sistemas solares híbridos com modelos híbridos mais antigos. Aqueles que usavam a energia solar e a eólica em conjunto.

Os sistemas híbridos do qual vamos conversar agora, se caracterizam principalmente pela capacidade de gerar a energia elétrica por meio do sol, e ao mesmo tempo, armazenar toda energia produzida em excesso, em baterias.

sistema fotovoltaico híbrido

Em outras palavras e para tornar mais fácil ainda para entender, este é um sistema de geração solar conectado à rede elétrica (on grid) integrado com um sistema de armazenamento de energia (sistema off grid).

Sendo assim, é capaz de suprir falhas na rede de energia, seu uso pode ser até mesmo à noite, entre outras funções. Como resultado, proporcionam economia e uma maior segurança.

Por fim, além de permitir o consumidor alcançar o sonho da “independência energética”, permite também que se use a eletricidade de forma ininterrupta.

Quais são os principais tipos de sistemas solares híbridos?

A composição e instalação de um sistema solar híbrido pode variar de acordo com o seu tipo. No entanto, de maneira geral todos eles possuem um sistema com bancos de bateria.

Com frequência, as baterias que tem seu uso aplicado em um sistema fotovoltaico híbrido são compostas por: lítio, ferro e fosfato.

Enfim, a seguir conheça os principais tipos de sistemas solares híbridos disponíveis no mercado.

Sistema Solar Híbrido All in One

Indica-se esse tipo de sistema para quem precisa de uma alimentação de cargas prioritárias. Ou seja, em instalações e equipamentos que devem funcionar de forma ininterrupta e segura.

Os componentes são:

  • Inversor interativo
  • Inversor autônomo
  • Banco de baterias
  • Retificadores, controladores de carga e outros equipamentos que venham a integrar o sistema ficam a gosto e necessidade do consumidor.
sistema fotovoltaico híbrido

Esse modelo de sistema possui uma arquitetura modular, ou seja, pode ser ampliado e adaptado para aplicá-lo em todo tipo de situação. Sendo assim, um engenheiro capacitado será indispensável para aprovação e homologação do projeto.

Por último, vale dizer que realiza-se a venda dos sistemas solares híbridos em projetos pré-montados por um fornecedor ou desenvolvimento de engenharia.

Sistema Solar Conectado à Rede Híbrido bi-modal

Esse tipo de sistema pode fazer o consumo direto pela rede elétrica pública, ou alternar para a energia armazenada no sistema de banco de baterias.

Em outras palavras, ele funciona como um sistema solar autônomo, porém com o auxílio de um inversor bimodal.

Sendo assim, os componentes são:

  • Inversor bimodal
  • Banco de baterias
  • Demais equipamentos que venham a integrar o sistema ficam a gosto e necessidade do consumidor.

Sendo assim, pode considerar esse tipo de sistema como uma junção de “nobreak” e sistema de geração de energia solar.

sistema fotovoltaico híbrido
“Nobreak” é um equipamento que fornece energia de emergência a uma carga, por meio de uma bateria, quando há queda ou variações bruscas de energia.

Do mesmo modo, vale dizer que o Sistema Solar Conectado à Rede Híbrido bi-modal tem um super diferencial.

Ao dimensionar o sistema solar, não é preciso considerar o funcionamento das cargas pelo período padrão de dois dias. Assim, isso acontece porque o inversor híbrido consegue carregar todo o banco de baterias apenas com a energia fornecida pela rede.

Como o funcionamento desse tipo de sistema é constante, a energia excedente não é injetada na rede elétrica, e por esse motivo não necessita de homologação para implantação.

Ainda assim e acima de tudo, vale lembrar que para todo sistema fotovoltaico, é indispensável a contratação de um engenheiro especialista no assunto com ART, devidamente filiado ao CREA e que atue sempre de acordo com as normas vigentes NR 10 e NR18.

Por fim, é preciso dizer que a má notícia é que o custo dessa modalidade é mais alto em consequência do sistema de banco de baterias.

No curso de projetos da Oca Solar Energia você tem a oportunidade de aprender tudo isso e muito mais! Faça sua matrícula agora mesmo!

Vantagens e desvantagens de um sistema fotovoltaico híbrido

Existe uma série de vantagens em optar por um sistema solar híbrido, além da conhecida economia proporcionada pelos sistemas solares convencionais.

Algumas delas são:

  1. Armazenamento de energia solar para ser usada durante a noite.
  2. Independência energética mais abrangente, por estar sempre disponível em casos de apagão, por exemplo.
  3. A conta de energia sofre uma redução ainda maior. Pois, consome-se a energia das baterias quando você mais necessita de energia (por exemplo, durante a noite).
  4. Permite que o consumidor faça um uso mais ponderado da eletricidade. Por exemplo: ligar máquinas durante o dia, quando a produção é maior.
  5. Também é possível usar a energia gerada pelo sistema fotovoltaico híbrido para carregar carros elétricos, a qualquer horário do dia, e até mesmo durante quedas de energia.

No entanto, nem só de vantagens vivem os sistemas solares!

O sistema fotovoltaico híbrido, possui algumas desvantagens que você deve saber caso opte por instalar esse modelo de sistema.

Veja só:

  1. Requer um maior custo de investimento se comparado aos sistemas solares que não possuem um banco de baterias.
  2. As baterias têm um prazo de vida entre 7 a 15 anos, menor do que os módulos solares (25 anos).
  3. Devido à complexidade na instalação do sistema, você terá que reservar um espaço maior (de novo devido às baterias).
  4. Dependendo do tipo de inversor, o consumidor deverá limitar o número de máquinas e equipamentos ligados ao mesmo tempo.

Por fim e acima de tudo, é fundamental avaliar o orçamento do consumidor para assim, encaixá-lo no sistema fotovoltaico mais adequado e que atenda as suas necessidades.

Em quais casos um sistema fotovoltaico híbrido é mais indicado?

Indica-se o sistema fotovoltaico híbrido principalmente para suprir as necessidades energéticas onde máquinas e sistemas não podem parar.

Podemos citar por exemplo:

  • hospitais;
  • centros de pesquisas;
  • centrais de controle de grande porte;
  • comércio de grande porte como supermercados e shoppings;
  • Entre outros.

Em conclusão, não existe uma “receita pronta” para identificar o tipo de sistema que mais se adequa ao perfil de consumidor. No entanto, é muito importante analisar todas as condições de consumo e aspectos do local onde vai instalar o sistema.

Conclusão

Chegamos ao final de mais um artigo sobre a energia solar fotovoltaica, e esperamos que você tenha entendido tudo sobre o sistema solar híbrido.

Para continuar aprendendo mais sobre sistemas solares, não deixe de ler os posts que estão disponíveis em nosso blog. Temos conteúdos novos e gratuitos toda semana.

Por fim, não se esqueça de seguir a Oca nas redes sociais e fazer uma visita em nossa plataforma EAD, temos ótimas opções de cursos que você pode fazer aí do conforto da sua casa.

Te vejo lá!

Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547
thuany.nascimento@ocaenergia.com

2 pensou em “Sistema Fotovoltaico Híbrido: Entenda o Que é e Suas Aplicações

  1. Bom dia, já atuo no sistema solar.
    Preciso instalar um sistema híbrido para um cliente que não quer ficar sem água nas pilhetas para o gado. Ele tem bomba de 2 CV pra puxar água.
    Qual a solução para o caso?

    1. Rhuan, tudo bem?

      De acordo com o diretor do setor de projetos da Oca, Roberto Molina, a melhor solução para o caso seria um sistema off grid, que com uma uma chave seccionadora, quando cai a energia da rede entra o banco de baterias para dar continuidade na alimentação do tanque.

      Esperamos ter ajudado, forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *