Cursos e Projetos

Impactos ambientais da Energia Solar: conheça quais são!

A preocupação com o meio ambiente tornou-se uma pauta de discussão que tomou grandes proporções no século XXI. Dessa forma, muitos profissionais tiveram que pensar em outras alternativas no que se diz respeito a geração de energia. Nesse sentido, você sabe quais são os impactos ambientais da energia solar?

Já citamos em outros artigos do blog que a energia captada através do sol é uma fonte limpa, renovável e inesgotável de geração de energia elétrica.

Sendo assim, os impactos ambientais da energia solar são poucos, perto de todas as outras fontes que existem e preparamos esse post para te provar isso.

Ficou curioso? É só continuar a leitura!

Fontes de energias e seus impactos!

De antemão, é importante citar que nossa matriz elétrica ainda se encontra muito dependente de combustíveis fósseis. Muito poluentes! 

Veja abaixo:

impactos ambientais energia solar

De acordo com o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros, é muito importante que se use todo o potencial de fontes renováveis disponíveis.

“O Brasil se destaca no mundo pela uso cada vez maior de fontes renováveis, contribuindo, dessa forma, para uma redução maior da emissão de gases de efeito estufa, com valores compatíveis com os compromissos assumidos no Acordo de Paris”, afirmou Barros.

Nesse sentido, está na hora de você conhecer algumas das fontes de nossa matriz e como elas atuam no meio ambiente. Vamos lá!

Hidrelétrica

Hoje em dia, pode-se perceber que quem é líder em nossa matriz é a opção hídrica (60,1%).

Apesar das hidrelétricas usarem a água (que é um recurso renovável) durante o seu processo operacional, a escolha não é sustentável.

Nesse sentido, o dano ambiental é devastador no local de sua construção!

impactos ambientais energia solar

Em síntese, com a necessidade de represar os rios, alaga-se vastas regiões. O que provoca não só a retirada das populações humanas do local, assim como alterações no ecossistema.

Além disso, de acordo com estudos, a decomposição da matéria orgânica no fundo dos reservatórios geram emissões de gás metano e CO². Comparáveis aquelas emitidas por termelétricas. 

Combustíveis fósseis

É a energia que vem por meio da queima do petróleo, carvão e gás natural, tal qual é muito ruim ao meio ambiente e a saúde humana.

Nesse sentido, esse tipo de geração de energia libera grandes quantidades de CO² e demais gases poluentes, causadores do efeito estufa.

impactos ambientais energia solar

Em contrapartida, apesar de serem retirados da natureza, não são renováveis. Ao contrário do que muitos ainda pensam, as reservas irão se esgotar em algum momento.

Eólica

A energia eólica é gerada a partir do movimento das massas de ar (vento).

De maneira simples e objetiva, converte-se a energia cinética através de turbinas eólicas (ligadas aos famosos “cataventos”) para a geração de eletricidade.

Dessa forma, como é uma energia que vem dos ventos, é uma fonte abundante e infinita de energia. Sendo assim, podemos classifica-la como renovável.

Nesse sentido, tem baixo impacto ambiental, tendo impactos sobre a fauna. Por exemplo, morcegos e aves, que controlam pragas. Eles se chocam contra as pás das hélices e morrem.

Em contrapartida, não emite gases poluentes, além de ter baixo custo.

Biomassa

A biomassa não é uma fonte de energia específica, mas sim um grupo de fontes de energia diversas.

Assim, as biomassas incluem os biocombustíveis. Derivados do bagaço de cana-de-açúcar, madeira e outras fontes. Do mesmo modo, existe as biomassas chamadas “tradicionais”, que englobam a lenha, resíduos agrícolas, esterco animal e outros resíduos naturais.

Dessa forma, ela é capaz de criar gases que são convertidos em energia elétrica por usinas específicas.

impactos ambientais

O uso de biomassa como fonte de energia ganha espaço a cada dia. Nesse ínterim, pode-se considerar esta uma opção de energia sustentável desde que se considere alguns fatores durante sua produção. Por exemplo:

  • uso de tecnologias eficientes para o proveito da energia;
  • métodos para controlar os poluentes que podem ser liberados;
  • uso de recursos florestais obtidos por meio de um manejo florestal adequado.

Em contrapartida, na maioria das vezes, esse tipo de energia envolve muitas queimadas em canaviais, e favorece o desmatamento durante o seu processo.

Nuclear

impactos ambientais

Usinas nucleares podem gerar muita energia…

No entanto, seus impactos ambientais estão entre os mais preocupantes. Em síntese por causa dos resíduos radioativos que produzem. Estes, são altamente contaminantes e perigosos.

Nesse ínterim, mesmo que as chances de acontecer acidentes sejam baixas, ainda há chances de ocorrer explosões muito sérias. De maneira idêntica com o que aconteceu com o acidente de Chernobyl. Com efeitos muito sérios na população e em toda a vida das áreas atingidas.

Por fim, outro grande problema da radiação é sua longa vida. Para saber quanto tempo um material radioativo leva para decair (perder a radioatividade), os cientistas calculam sua meia vida.

Energia solar 

Por último e não menos importante, vamos mostrar os impactos da fonte solar. Que gera a energia através da luz do sol!

impactos ambientais energia solar

A energia solar é uma grande aliada na redução da poluição. Ela não retira da natureza nenhum recurso, gera qualquer desequilíbrio ambiental e não emite nenhum resíduo (químico ou sonoro). Causadores do efeito estufa!

Dessa forma, ela chega em todos os lugares e não trás danos que prejudicam o meio ambiente.

Vamos entender mais a fundo sobre o processo de captação da energia solar e fazer a avaliação do ciclo de vida?

Como funciona a captação da energia solar : resumo

A energia solar fotovoltaica, é a energia obtida através da conversão direta da luz do Sol em eletricidade, por meio do efeito fotovoltaico. Os módulos fotovoltaicos em si, são compostos por muitas células solares.

Estas células, por sua vez, são compostas por material semicondutor, (normalmente o silício). Responsáveis pela conversão direta da luz, em eletricidade.

Portanto, ao ser captada a eletricidade é levada até o inversor solar. Este, é o responsável em fazer a conversão do tipo de corrente. Sendo de contínua para alternada.

impactos ambientais energia solar

Em seguida, divide-se a energia por todo o imóvel. Sendo em residência, empresas ou até mesmo propriedades rurais.

Gostou e quer saber mais? Baixe o nosso e-book gratuito.

Impactos Ambientais Energia Solar: Avaliação do Ciclo de Vida (ACV)

Antes de mais nada, para entender os impactos ambientais da energia solar, é preciso saber sobre uma técnica valiosa… a técnica de Avaliação do Ciclo de Vida(ACV)!

Então anota aí!

Criou-se essa técnica no ano de 1970, quando a empresa Coca-Cola encomendou um estudo da Midwest Research Institute (MRI). Assim, foi feita para comparar os diferentes tipos de embalagens de refrigerantes. Dessa forma, conseguia avaliar quais eram os mais adequados.

Seja como for, essa técnica serve para calcular os prováveis impactos ambientais que ocorrem como resultado da fabricação, uso e descarte de qualquer produto/serviço.

Em outras palavras, uma análise completa dos impactos sobre o meio ambiente, de um dado produto, é feita envolvendo todo o seu ciclo de vida.

impactos ambientais energia solar

Em suma, por menor que seja os impactos ambientais da energia solar, deve-se analisar, sim, tudo o que acontece na produção e no descarte de cada item.

Veja só:

  • Manufatura: extração da matéria-prima, tratamento dos materiais, produção dos equipamentos e instalação final.
  • Operacional: operação e manutenção do(s) sistema(s) de geração.
  • Desconexão: desconexão dos projetos de geração e descarte de equipamentos.

De antemão, vale a pena citar que nenhuma fonte de energia, ainda que renovável, está livre de impactos ambientais.

Sob essa ótica, vamos analisar com mais detalhes o ciclo de vida do principal elemento de um sistema fotovoltaico: o módulo solar.

Impactos dos Módulos Solares: processo de fabricação

O processo de fabricação dos módulos solares é o que causa os maiores danos. Nesse sentido, vamos te explicar o “por quê”!

Os módulos solares, são difíceis no que diz respeito a sua montagem!

Fabrica-se cerca de 80% desse item (hoje) com células fotovoltaicas feitas de Silício. Sendo assim, no processo de fabricação se envolve a extração de matéria-prima nos processos de limpeza e purificação.

Assim, os impactos envolvidos são:

  • A extração do silício -> que provoca um efeito ruim na fauna e flora locais, assim como ocorre a degradação visual da paisagem e poluição da água na mineração.
  • O tratamento do silício -> acontece a emissão de pó sílica na fundição. Dessa forma, ocorre-se a emissão de hexafluoreto de enxofre e tetracloreto de silício na purificação e o uso de outros produtos químicos, muito tóxicos.
  • Para a montagem dos módulos -> ainda usa-se produtos nocivos ao meio ambiente. Por exemplo: o chumbo, prata e alumínio.

Além disso, de acordo com um estudo australiano, um módulo fotovoltaico é o que consome mais energia na fabricação da tecnologia. Cerca de 85% da energia!

Em contrapartida, toda a energia gasta na produção acaba sendo suprida durante a vida útil do próprio equipamento. Este, dura em média 25 anos e não tem emissão de gases.

Em outras palavras, conforme estudos, em até 2,5 anos um módulo já terá gerado toda a energia que consumiu em sua fabricação. Uma vantagem de, no mínimo, 22 anos e meio!

Por ultimo, vale citar que cada país tem várias regras que os fabricantes devem seguir de maneira rígida, de modo a garantir o descarte correto e a segurança dos trabalhadores.

Viu como mesmo com alguns impactos da energia solar sendo ruins, ainda assim da para tirar algo de bom?!

Considerações finais

Em conclusão, vale citar uma informação muito importante…

Os módulos solares são feitos de modo essencial por: vidro, alumínio e silício purificado (também tem prata e plástico). Todos esses materiais são recicláveis.

Nesse sentido, de acordo com um estudo da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA), em 2050, a quantidade de resíduos de módulos fotovoltaicos poderia valer milhões de euros no mercado mundial de produtos básicos. Desde que sempre que seja feita uma reciclagem adequada e os materiais sejam usados de novo.

Com base em dados do IEA e da IRENA, a energia solar fotovoltaica além de afetar pouco o meio ambiente, precisaria só de 0,16% da superfície do planeta, para gerar energia para o mundo todo.

Viu quantos benefícios a energia solar gerar para você e o meio ambiente? Então o que acha de começar a ganhar dinheiro com essa fonte de energia agora mesmo com essa fonte?

Se você tem interesse em investir, e saber ainda mais sobre esse assunto, entre em contato conosco e diminua o valor da sua conta de luz agora mesmo!

Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547

2 pensou em “Impactos ambientais da Energia Solar: conheça quais são!

    1. Edson, boa tarde! Tudo bem?

      Desde já agradecemos o seu comentário. Realmente o mercado de energia solar é muito promissor, cresce a passos largos no Brasil e surpreendeu a todos no ano de 2020, mesmo em meio a pandemia. Vamos te esperar para se capacitar conosco Edson!
      Temos novos conteúdos semanalmente, continue nos acompanhando!

      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *