Cursos e Projetos

Energia Amapá: Tudo o que você precisa saber

A crise de energia que se estabeleceu no estado do Amapá/AP chamou a atenção do Brasil todo e causou muita revolta. Sendo assim, preparamos este artigo com tudo o que precisa saber sobre o que acontece com a energia Amapá.

Foto: Jornal Nacional/Reprodução

Não é de agora que a má gestão do setor energético é um problema. Esse é um fato “velho” (e até recorrente) que coloca medo em todos os brasileiros.

Veja só:

  • APAGÃO DE 2001 – foi uma crise energética nacional, que afetou o fornecimento e distribuição de energia elétrica no país todo.
  • A CRISE DE ENERGIA ATUAL (2015-2016) – Em 2014 – 2015 começamos a observar os mesmos indícios de uma crise energética chegando de novo. Os níveis dos reservatórios das hidrelétricas atingiram os níveis mais baixos na história. O país não ficou sem luz, mas os reflexos da crise chegaram aos bolsos de todo mundo com o alto custo da conta de luz.

Seja como for, só depois de 22 dias sem energia na maior parte das cidades do Amapá, que a energia retornou em 100%, de acordo com a distribuidora e o governo. 

Será que a gente já pode considerar essa como a maior crise de energia da história?

Deixamos essa para você responder. Boa leitura!

Energia Amapá: Um breve resumo do que aconteceu

Desde o dia 3 de novembro, treze das dezesseis cidades do estado ficaram no escuro.

energia amapá
Foto: Rede Amazônica

De forma imediata, o ocorrido afetou o abastecimento de água, a compra e armazenamento de alimentos, serviços de telefonia e internet, entre outros.

Ou seja, quase 90% da população (cerca de 765 mil pessoas) começaram a sofrer com a situação e seguir novos hábitos com a rotina. Em casa e no trabalho.

O que causou o problema foi um incêndio em um transformador da subestação da capital, Macapá. Como resultado, acabou por ocasionar o desligamento automático nas linhas de transmissão e usinas hidrelétricas de Coaracy Nunes e Ferreira Gomes, que abastecem a região.

energia amapá
Foto: Reprodução

Duas outras máquinas também sofreram danos. Assim, não foi possível usar as peças para religar a subestação de imediato. 

A princípio, o governo federal deu prazo de 10 dias para resolver o problema. O que não aconteceu!

Dessa forma, 13 dos 16 municípios estão com problemas de fornecimento. Além disso, um rodízio está sendo feito para abastecer as cidades conforme a escala de horários e bairros divulgada pela Companhia de Eletricidade o Amapá (CEA).

Desde o ocorrido, uma onda de protestos populares iniciou em várias cidades do estado, cobrando o retorno da energia e a responsabilização dos culpados. 

energia amapá
Foto: Maksuel Martins/Fotoarena/Estadão

No dia 17/11 registrou-se um novo apagão. Do mesmo modo, 13 cidades que já estavam com fornecimento racionado, voltaram a ficar sem luz.

Como resultado, uma decisão da Justiça fixou de forma urgente o dia 25 de novembro para a normalização do sistema elétrico. Sob pena de multa de R$ 50 milhões. O que foi resolvido na terça – feira (24), antes do prazo estabelecido.

A Polícia Federal (PF) informou, que abriu inquérito para apurar as causas do incidente. A “investigação corre sobre segredo de justiça”.

As termoelétricas são a solução?

Em primeiro lugar, usina termoelétrica, termelétrica ou central termoelétrica, é uma instalação industrial. Assim, usa-se esta para geração de energia elétrica a partir da energia liberada por qualquer produto que possa gerar calor.

Dessa forma, por causa dos dois apagões no estado do Amapá, o Ministério do Desenvolvimento Regional liberou R$ 21,6 milhões para aluguel de geradores de energia e para compra de combustível.

Sendo assim, a Eletronorte, empresa do governo federal responsável por ativar energia térmica em geradores, prometeu uma solução provisória para restabelecer 100% da energia. 

Os geradores termelétricos foram instalados nas subestações de Macapá e Santana, para que assim entrem em operação.

A previsão do governo federal era de que a integração de 45 megawatts contratados levasse energia para os 13 dos 16 municípios do Amapá que foram afetados. E deu certo!

energia amapá
Foto: Rede Amazônica/Reprodução

A ideia é de que os geradores, mesmo depois que os transformadores voltem a funcionar, fiquem na retaguarda para evitar novos blecautes.

Seja como for, geradores térmicos são uma das fontes que fornecem energia ao Amapá hoje!

Em suma, já é possível concluir, de antemão, que a falta de planejamento histórica do setor, leva ao uso de usinas térmicas e geradores a diesel. Mais caros, poluentes e que deixam a conta de luz de todos os brasileiros mais caras.

Como resultado, isso nos leva a fazer a seguinte pergunta: “As termelétricas são realmente a melhor solução”? Será que se o dinheiro fosse investido em uma outra fonte de energia limpa e renovável o retorno não seria melhor e a longo prazo?

Enfim, por esse e outros motivos, vamos mostrar as 3 principais vantagens da fonte de energia numero 1 do mundo. A energia solar!

3 Vantagens da Energia Solar

A economia sustentável é o “novo normal”!

Enquanto o mundo se adapta à nova realidade que a energia solar pode oferecer na distribuição de energia, os pioneiros já colhem as múltiplas vantagens dessa mudança.

Veja a seguir!

1 – Energia ilimitada e sustentável!

Considerando que a fonte da geração de energia fotovoltaica é o sol, pode-se afirmar que essa opção nunca acabará.

energia amapá

Apesar de em alguns dias, a luz do sol apresentar mais ou menos força e as vezes nem aparecer, ela sempre estará presente.

Assim, a energia solar é tida como limpa, natural, infinita e renovável. Por fim, a sustentabilidade da produção de energia fotovoltaica fica ligada ao seu processo natural de geração. O qual necessita apenas da radiação solar para existir.

2 – Chega até lugares remotos e Reduz a poluição

A energia solar fotovoltaica é uma das melhores opções para atender regiões isoladas. Ou seja, onde não se tem acesso à rede elétrica.

Afinal, ela é muito mais barata do que geradores a diesel ou óleo combustível.

Além disso, essa fonte de energia é uma grande aliada na redução da poluição.

Dessa forma, não retira da natureza nenhum recurso, gera qualquer mudança ambiental e não emite nenhum resíduo (químico ou sonoro). Causadores do efeito estufa.

3 – Energia barata!

A energia solar, em terra, agora é a fonte de eletricidade mais barata em pelo menos dois terços da população mundial.

De acordo com relatório recente da BloombergNEF, o custo da energia fotovoltaica por megawatt-hora, mostrou queda de 4%.

Para conferir outras vantagens que essa fonte pode oferecer, acesse outros artigos em nosso blog.

Conclusão

Em conclusão, pode-se dizer que além dos problemas com a energia elétrica, os prejuízos financeiros e a privação de direitos básicos, o número de novos casos e óbitos da covid-19, no estado do Amapá, são alarmantes. 

energia amapá

Está mais do que na hora dos governantes do Brasil olharem “com mais carinho” para o planejamento energético, e incluir de maneira efetiva mais fontes renováveis e sustentáveis. Assim, pode-se evitar que situações de calamidade como no Amapá, ocorram de novo.

De acordo com o estudo da SolarPower Europe com base em dados da IEA e da IRENA, a fonte solar FV precisaria de apenas 0,16% da superfície do planeta para atender toda a demanda atual de eletricidade da Terra.

O melhor de tudo? Não precisaria ser no solo! Podemos usar telhados, fachadas, reservatórios hídricos, etc, sem competir com os demais usos da terra.

Por fim, se você achou que esse artigo foi útil, já compartilha em suas redes sociais e acompanhe nosso conteúdo. Temos novidades toda semana!

Thuany Santos
Jornalista
(16) 3011 – 0547

2 pensou em “Energia Amapá: Tudo o que você precisa saber

    1. Olá Jean, tudo bem?

      Também compartilhamos da mesma opinião que a sua. Existem fontes abundantes de energia e mais baratas também, como a solar. Siga as nossas redes sociais e continue acompanhando nosso conteúdo.

      Abraços!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *